Agentes Culturais de Morro do Chapéu se reúnem na Casa da Arte

          Músicos, dançarinos, artesãos, poetas, atores, atrizes, povos de comunidades quilombolas e demais agentes culturais se reuniram na manhã de hoje (25.01), na Casa da Arte, em Morro do Chapéu, para discutirem sobre o Conselho Municipal de Política Cultural e o Fundo Municipal de Cultura.

          Promovido pela Prefeitura de Morro do Chapéu, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – SECULT, o encontro também contou com as participações da secretária municipal de Cultura e Turismo, Normélia Borges, e de Amanda Rocha, Procuradora Geral do Município. “Os membros do Conselho, além de fiscalizar, irão realizar, porque o Conselho Municipal de Política Cultural tem inúmeras funções”, relatou Amanda. Na oportunidade, a Procuradora também esclareceu as dúvidas dos agentes culturais e ajudou na leitura do Regimento Eleitoral: “Agora, o nosso próximo passo é realizar as eleições para a formação do Conselho”, afirmou Amanda.

          Normélia é uma das principais incentivadoras do CMPC e garante que a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo continuará aberta ao diálogo e na luta para a consolidação do Conselho. “Essa é uma conquista de todos nós, artistas do município, que merece e vai continuar tendo o apoio da Gestão Municipal. A contrapartida da gente já está sendo feita, temos esse interesse e entendemos o quanto se faz necessário assegurar os nossos direitos culturais de forma mais participativa”, explicou a secretária.

          O Conselho Municipal de Política Cultural é o órgão que institucionaliza a relação entre a administração municipal e os setores da sociedade civil ligados à cultura, participando da elaboração e da fiscalização das políticas culturais. Neste sentido, os membros do Conselho devem ajudar na construção e estabelecer a agenda das atividades culturais, promovendo, a partir de então, maior desenvolvimento humano social e cultural junto ao Poder Executivo.

          Naldão, ator e representante da Fundação de Ações Ambientais, Artísticas, Socioculturais, Integradas da Bahia – FAAASCIBA ressaltou que o encontro de hoje “não tem nada a ver com política partidária” e sim com a política pública cultural. “Inclusive, esta não é a primeira reunião. Já discutimos sobre o Conselho há algum tempo”, finalizou o ator.

          As eleições para a formação do CMPC estão previstas para acontecer em março de 2020.

 

Fotos por Mateus Kaled/Agecom

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *